A revolução do 25 de Abril de 1974 trouxe a Portugal Liberdade, pondo fim a um longo período de Ditadura fascista de 49 anos. Após 1976 houve retrocessos graves no processo desta revolução, patrocinada por partidos reaccionários de direita tendo como aliados algumas famílias Fascistas. Portugal foi caminhando o trilho de uma sociedade capitalista, geradora de profundas injustiças sociais.



Neste blog iremos denunciar os sistemáticos atentados que todos os dias ocorrem às Liberdades, Direitos e Garantias que herdámos de homens e mulheres que lutaram para que fosse possível o maior acontecimento histórico do século xx em Portugal.



domingo, 17 de janeiro de 2010

O Movimento de Utentes da Unidade de Saúde de Gandra entregou um abaixo-assinado na Sede do Agrupamento de Centros de Saúde Tâmega II Vale do Sousa Sul, numa reunião efectuada a 14 Janeiro de 2010.



Os dois representantes do Movimento de Utentes fizeram chegar à Directora Executiva Dr.ª Fátima Gonçalves as assinaturas dos utentes de Gandra que reclamam o prolongamento de horário de funcionamento da referida Unidade até as 20 horas, como já acontece nas Unidades de Saúde de Baltar, Sobreira e Paredes, tornando o serviço mais eficiente para os seus Utentes.

A Dr.ª Fátima Gonçalves foi sensível à revindicação, e mostrou que já tem conhecimento das várias deficiências desta Unidade de Saúde, onde a falta de médicos é uma realidade preocupante, com prejuízo e transtorno para todos os seus Utentes e trabalhadores deste serviço. Assumiu ainda que tem tido dificuldade em encontrar médicos disponíveis para se fixarem nesta Unidade de Saúde.

Na discussão havida, a Directora disse que o Dr. Brás (actual responsável médico em Gandra), será o responsável por um projecto futuro da criação de uma Unidade de Saúde Familiar com prolongamento de horário até as 20 horas, obras de reestruturação e reforço do número de médicos.

O Movimento de Utentes para além de expressar satisfação pelos resultados da reunião, promete colaborar com os responsáveis da Saúde e aguardará atentos para que tudo o que lhes foi dito se cumpra.

O Movimento de Utentes da Unidade de Saúde de Gandra