A revolução do 25 de Abril de 1974 trouxe a Portugal Liberdade, pondo fim a um longo período de Ditadura fascista de 49 anos. Após 1976 houve retrocessos graves no processo desta revolução, patrocinada por partidos reaccionários de direita tendo como aliados algumas famílias Fascistas. Portugal foi caminhando o trilho de uma sociedade capitalista, geradora de profundas injustiças sociais.



Neste blog iremos denunciar os sistemáticos atentados que todos os dias ocorrem às Liberdades, Direitos e Garantias que herdámos de homens e mulheres que lutaram para que fosse possível o maior acontecimento histórico do século xx em Portugal.



domingo, 8 de janeiro de 2012

Porto: Protesto contra o custo de vida!

Filhos de Abril:
Foram muitos no Porto, no protesto do PCP, ergueram a sua voz contra ...o aumento do custo de vida, pela rejeição do Pacto de Agressão e por um Portugal com futuro.
É uma corrente de luta e de protesto que cresce e se intensifica.
É hora de todos os democratas, todos os patriotas, saírem à rua, rejeitando esta política e exigindo um caminho de progresso, desenvolvimento e justiça social.

O secretário-geral do PCP participou na Sexta - Feira, 06 de Janeiro no Porto, num desfile protesto contra o aumento do custo de vida, tendo denunciado o facto de neste inicio do ano aumentarem praticamente todos os bens e serviços essenciais – seja pela subida de impostos imposta pelo governo, seja pela subida dos preços determinada pelos grupos económicos - é um roubo ao povo português. Numa situação já de si marcada pela existência do maior número de desempregados desde o fascismo, por baixos salários e pensões, por situações de extrema carência, com estes aumentos de preços serão negados direitos essenciais a milhões de portugueses no acesso aos serviços de saúde, à educação, à cultura, à habitação, aos transportes, à agua, à electricidade e à alimentação. Às brutais consequências sociais associam-se também graves consequências económicas, num inaceitável rumo de afundamento do País.

A luta contra esta política, pela rejeição Pacto de Agressão e por um Portugal com futuro é o caminho para o qual o PCP está empenha e para o qual apela à participação de todos os democratas e patriotas.
Ver em: DORP