A revolução do 25 de Abril de 1974 trouxe a Portugal Liberdade, pondo fim a um longo período de Ditadura fascista de 49 anos. Após 1976 houve retrocessos graves no processo desta revolução, patrocinada por partidos reaccionários de direita tendo como aliados algumas famílias Fascistas. Portugal foi caminhando o trilho de uma sociedade capitalista, geradora de profundas injustiças sociais.



Neste blog iremos denunciar os sistemáticos atentados que todos os dias ocorrem às Liberdades, Direitos e Garantias que herdámos de homens e mulheres que lutaram para que fosse possível o maior acontecimento histórico do século xx em Portugal.



quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

PCP faz perguntas na Assembleia Republica para tentar salvar empresa da insolvência e trabalhadoras do desemprego em Penafiel

A PMH é uma empresa situada em Penafiel de produtos Médico Hospitalares.

Esta empresa, segundo noticias vindas a público, desde Julho que não recebe qualquer pagamento do Estado (Ministério da Saúde). Esta situação colocou as cerca de 550 trabalhadoras desta empresa na grave situação de atrasos no subsidio de Natal e sujeitas ao desemprego no futuro.

Pergunta feita pelo grupo parlamentar do PCP ao Ministério da Saúde
Ex. ma Sr.ª Presidente da Assembleia da República

Chegou ao conhecimento do Grupo Parlamentar do PCP que a empresa PMH - Produtos Médico Hospitalares, S.A., atravessa uma situação financeira difícil, alegadamente porque o Estado, através dos centros hospitalares, deve oito milhões de euros a título de materiais já fornecidos.

Esta empresa, segundo notícias vindas a público, desde Julho que não recebe qualquer pagamento do Estado, o que configura uma situação que coloca em risco a manutenção de cerca de 550 trabalhadores.
Assim, ao abrigo da alínea d) do artigo 156º da Constituição e nos termos e para os efeitos do 229º do Regimento da Assembleia da República, pergunto ao Ministério o seguinte:

1.º Confirma este Ministério a situação acima descrita?

2.º No caso afirmativo, que medidas tenciona este Ministério tomar para regularizar a situação de atraso perante esta empresa?

Palácio de São Bento, quarta-feira, 11 de Janeiro de 2012






Deputado(a)s
JORGE MACHADO(PCP)