A revolução do 25 de Abril de 1974 trouxe a Portugal Liberdade, pondo fim a um longo período de Ditadura fascista de 49 anos. Após 1976 houve retrocessos graves no processo desta revolução, patrocinada por partidos reaccionários de direita tendo como aliados algumas famílias Fascistas. Portugal foi caminhando o trilho de uma sociedade capitalista, geradora de profundas injustiças sociais.



Neste blog iremos denunciar os sistemáticos atentados que todos os dias ocorrem às Liberdades, Direitos e Garantias que herdámos de homens e mulheres que lutaram para que fosse possível o maior acontecimento histórico do século xx em Portugal.



domingo, 26 de fevereiro de 2012

Marco de Canaveses - Moção da CDU pela Linha do Tâmega e pela imediata reactivação do serviço de transporte rodoviário, feito em autocarros, assegurado pela CP, até à reabertura da linha.



Moção da CDU pela Linha do Tâmega e pela imediata reactivação do serviço de transporte rodoviário, feito em autocarros, assegurado pela CP, até à reabertura da linha.
A Moção foi votada na passada Sexta-Feira na Assembleia Municipal do Marco de Canaveses  aprovada por todas as forças politicas.

MOÇÃO
Sobre o encerramento da linha do Tâmega
...
Durante quase um século a linha de caminho-de-ferro do Tâmega serviu as populações de Marco de Canaveses e Amarante
Em Março de 2009 dá-se o encerramento, supostamente temporário, da Linha do Tâmega, para se proceder à sua requalificação. Decisão na altura fundamentada pela antiguidade da linha e necessidade de obras. Nunca, em altura alguma, foi posta em causa a importância que aquela via tinha para uma região onde faltam serviços públicos fundamentais, e onde escasseiam alternativas de transportes, nem as potencialidades que o caminho-de-ferro tem para dinamizar o seu desenvolvimento.
Apesar disso, o actual Governo decidiu encerrar definitivamente a Linha do Tâmega no início deste ano.
Quem conhece a realidade deste concelho percebe, muito bem, o que representa tal decisão: um rude golpe em populações que passam a ser obrigadas a circular por estradas sinuosas e sem condições de segurança, num verdadeiro martírio diário. Isto, é claro, para aqueles que têm possibilidade de aceder aos transportes públicos rodoviários ou dispõem de carro próprio.
A prova da gravidade desta decisão do Governo está no facto, inédito no concelho de Marco de Canaveses, de cerca de 300 utentes se terem reunido no Largo da Livração no passado dia 21 de Janeiro, exigindo a reabertura da Linha do Tâmega.
Para a CDU, o encerramento da Linha do Tâmega não é aceitável.
As diversas petições, e manifestações de utentes da Linha do Tâmega, são um sinal claro do descontentamento que este encerramento está a provocar e demonstram que é tempo, de uma vez por todas, de iniciar as obras de requalificação da linha.

Considerando a gravidade do problema causado pelo encerramento da linha do Tâmega, a Assembleia Municipal de Amarante, reunida em 24 de Fevereiro de 2012, delibera:

1. Manifestar a sua oposição ao encerramento da linha decretado pelo Governo.

2. Apelar à Assembleia da República e ao Governo que reveja a sua decisão e proceda à urgente requalificação da Linha do Tâmega e à reactivação do serviço de transporte rodoviário, feito em autocarros, assegurado pela CP, até à reabertura da linha.

3. Enviar cópia desta deliberação ao Sr. Primeiro-Ministro, ao Sr. Ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, aos Grupos Parlamentares da Assembleia da República, às Juntas e Assembleias de Freguesia de Marco de Canaveses, aos órgãos de comunicação social locais e nacionais.

 


Marco de Canaveses, 24 de Fevereiro de 2012

CDU – Coligação Democrática Unitária