A revolução do 25 de Abril de 1974 trouxe a Portugal Liberdade, pondo fim a um longo período de Ditadura fascista de 49 anos. Após 1976 houve retrocessos graves no processo desta revolução, patrocinada por partidos reaccionários de direita tendo como aliados algumas famílias Fascistas. Portugal foi caminhando o trilho de uma sociedade capitalista, geradora de profundas injustiças sociais.



Neste blog iremos denunciar os sistemáticos atentados que todos os dias ocorrem às Liberdades, Direitos e Garantias que herdámos de homens e mulheres que lutaram para que fosse possível o maior acontecimento histórico do século xx em Portugal.



quinta-feira, 12 de julho de 2012

Amarante: concentração no Tribunal de Amarante

A Delegação de Amarante da Ordem dos Advogados, organizou uma concentração contra a desqualificação do Tribunal de Amarante, prevista na proposta da Reforma Judiciária recentemente divulgada pelo Ministério da Justiça. foram várias centenas  os Amarantinos presentes e solidários na concentração no Largo S. Gonçalo, contou com a presença do Bastonário  Marinho Pinto , autarcas locais e dirigentes de outras forças políticas.


Jaime Toga, responsável da Organização Regional do Porto do Partido Comunista Português, retribui as mesmas preocupações ao Bastonário da Ordem. ( Marinho Pinho defende posição do PCP)
Foram vários os  militantes comunistas que vieram dar  apoio à concentração organizada pela Ordem dos Advogados.


 Amarantinos
 Ninguém aceita a ideia de ir para Valongo ou Gondomar


COMUNICADO
DEFESA DO TRIBUNAL DE AMARANTE
1- Os Advogados de Amarante tiveram conhecimento da última versão da Proposta para a Reforma da Organização dos Tribunais para o Distrito do Porto, no qual se inclui o Tribunal de Amarante.
2- Esta versão, a concretizar-se, causará o esvaziamento do Tribunal de Amarante, que fica reduzido a um Tribunal de “pequenas causas”.
3- Com esta proposta, a população de Amarante passará a ser obrigada a deslocar-se aos Tribunais de Gondomar e Valongo para resolver questões de natureza criminal e civil (cobranças de dívidas, contratos, insolvências, direitos de propriedade, entre outras).
4- Esta proposta não tem qualquer fundamento ou sentido, é injusta e implica gravíssimos prejuízos para a população amarantina, afastando-a do acesso à Justiça.
5- A Delegação da Ordem dos Advogados e os Advogados de Amarante estão frontalmente contra esta proposta.
6- Para defesa dos interesses dos amarantinos e do nosso Tribunal, vai realizar-se no próximo dia 12 de Julho, pelas 18 horas, no Largo de S. Gonçalo (Praça da República), em Amarante, uma concentração que contará com a presença do Bastonário da Ordem dos Advogados, Senhor Dr. António Marinho e Pinto.
7- Apelamos à sua comparência. Contamos com todos para a defesa do nosso Tribunal.
Amarante, 3 de Julho de 2012
A Delegação de Amarante da Ordem dos Advogados