A revolução do 25 de Abril de 1974 trouxe a Portugal Liberdade, pondo fim a um longo período de Ditadura fascista de 49 anos. Após 1976 houve retrocessos graves no processo desta revolução, patrocinada por partidos reaccionários de direita tendo como aliados algumas famílias Fascistas. Portugal foi caminhando o trilho de uma sociedade capitalista, geradora de profundas injustiças sociais.



Neste blog iremos denunciar os sistemáticos atentados que todos os dias ocorrem às Liberdades, Direitos e Garantias que herdámos de homens e mulheres que lutaram para que fosse possível o maior acontecimento histórico do século xx em Portugal.



sábado, 28 de julho de 2012

“ CP perdeu mais de 6 milhões de passageiros ”


A CP – Comboios de Portugal perdeu mais de seis milhões de passageiros nos primeiros seis meses deste ano, em comparação com o mesmo período de 2011, segundo dados fornecidos pela empresa à Lusa.


Entre outras coisas a CP explicou também à Lusa que as flutuações na procura de passageiros são sempre influenciadas por diversos factores e que, no caso específico da transportadora ferroviária, há que considerar o facto de a empresa ter «vindo a ser alvo de surtos de greves constantes».


Pois aí está “ diversos factores” e “surtos”:


Surtos de aumentos, surtos de redução do numero comboios, e ainda o incrível surto de conseguir qualquer ligação entre comboios regionais e urbanos se faça sem que isso implique um tempo de espera superior a uma hora.


Quando não há comboios - não há passageiros, quando o preço de um bilhete impossibilita a sua compra - não há passageiros, quando viajamos num Inter Cidades ou Alfa (Lisboa/Porto) e o suburbano saiu 5 minutos antes e próximo é passado hora e meia - não há passageiros.


A CP e os seus “ surtos constantes “

Já agora : Surto é um acesso de algo, como fúria ou em crise epiléptica, em que ocorrem momentos de pouca lucidez É também um termo usado na epidemiologia para identificar quantidades acima do normal de doenças contagiosas ou ordem sanitária.

 HT