A revolução do 25 de Abril de 1974 trouxe a Portugal Liberdade, pondo fim a um longo período de Ditadura fascista de 49 anos. Após 1976 houve retrocessos graves no processo desta revolução, patrocinada por partidos reaccionários de direita tendo como aliados algumas famílias Fascistas. Portugal foi caminhando o trilho de uma sociedade capitalista, geradora de profundas injustiças sociais.



Neste blog iremos denunciar os sistemáticos atentados que todos os dias ocorrem às Liberdades, Direitos e Garantias que herdámos de homens e mulheres que lutaram para que fosse possível o maior acontecimento histórico do século xx em Portugal.



segunda-feira, 16 de julho de 2012

Informação capítulo VI, O PlaniT Valley, mega operação de propaganda em Paredes.

Filhos de Abril: Um testemunho que não podíamos deixar de publicar , o texto foi enviado por uma mãe de um ex trabalhador do projecto Cidade Inteligente de Paredes.

Filhos de Abril: Só com o Steve quantas garrafinhas foram?

 O texto:

Sobre este assunto gostaria de deixar o meu parecer.

Tudo começa nas notícias do jornal de domingo em que se fala deste assunto muito superficialmente, pela Jornalista Ana Rita Ferreira do Jornal de noticias.
Uma vez que foi a jornalista que escreveu sobre SILLICON VALEY, gostaria de me dirigir a ela pessoalmente, mas como não tenho meios, nem sei bem como se faz. Dirigi-me a Vós e depois façam o que entenderem.

Mando os meus pensamentos, pois infelizmente tenho um filho com 27 anos que também foi iludido na cantiga destes senhores de Boa Fé.
Não consegue trabalho, nem tem projectos de vida, pois como eu já previa um projecto desta envergadura é surrealista para qualquer Português .
Sinceramente sinto-me como mãe muito desgostosa por terem tratado o meu filho nas palminhas da mão até ao momento de não precisarem dele.Porquê
porque se tornou um fardo , começou a pedir contas , que lhe foi prometido durante pelo menos 2 anos.
Remuneração nem vê-la, Contratos, nem vê-los , apenas assinavam uns papeis de nenhuma importância para o trabalhador. Não são os eventos que faziam em vale Pisão e outros lugares do Porto e periferia que punha comida na mesa , pois para ir ao super mercado é não se vai com palmadinhas nas costas.

Sillicon Valley Português
Não começa este ano ou avança este ano, " faltam 500 milhões dizem os grandes empresários.
Não começa este ano, nem em ano nenhum, pelo menos em Portugal. Não acredito em nada !
A construção da cidade inteligente Planit Valley que já deveria ter começado e começado, e estaria pronta em 2013, é um grande fiasco e com apoio do governo, o que ainda é mais grave. , estaria pronta já não sei bem , mas pelo menos alguma começo par poder-mos acreditar no projecto.
Não aconteceu nada, nem vai acontecer. Quem acredita nisto?

Está suspensa por dificuldades de financiamento ( Quem diria) ora meus senhores se nem a vossa/nossa casa conseguem arrumar e estou FALAR DOS NOSSOS GOVERNANTES.
Quanto mais construir um projecto que apesar de ser TOTALMENTE PRIVADO, como dizem, só contam com o apoio do Governo e da Autarquia de Paredes não passa de um sonho.
Um sonho que um senhor chamado Steve Lewis CEO da holding (gestora da living Planit), e de Celso Ferreira Autarca de Paredes, garante que mesmo assim no final, ou no começo das obras, pois consideram que até 2015 não haverá novidades no plano

Cidade Inteligente, vai ser mesmo construída?
Mas querem enganar quem?
Os Portugueses ?

Como fizeram com alguns colaboradores que já foram dispensados, ou despedidos ( Como quiserem interpretar
Para já seria um projecto fabuloso, pois iria criar 20 mil postos de trabalho qualificado e sediar dez mil empresas Portuguesas.seria a cidade modelo para outras cidades do género de alta tecnologia.
Não sou contra a nada disto, de maneira nenhuma, "mas" estas grandes empresas dizem que não há dinheiro, faltam os tais 500 milhões.

Ou muito me engano, ou está acontecer o que aconteceu com alguns trabalhadores da Living Planit que nunca passou do papel, pois dinheiro pelo seu trabalho durante dois anos nem vê-los.
Fizeram tudo iludidos num projecto e que por sua vez iludiam os pais para que os ajudassem nas despesas, uma vez que não recebiam nada, até tudo se resolver. O que não foi o caso como já perceberam Pois fomos tidos iludidos que poderiam vir a pertencer UMA GRANDE EMPRESA , tal como foram iludidos as Empresas , metidas neste projecto.
Como diz no Jornal e as noticias são : Empresas como a microsoft, IBM, Siemens, Cisco, etc...etc...
Segundo noticias do sr Celso Ferreira que assinou contrato com a Planit Valley hà uns tempos atrás. Penso que já vão pelo menos 3 anos. Será que acredita no Pai Natal?.....?

Eu como mãe só tenho pena de deixar o meu filho acreditar e deixa-lo ir trabalhar para esses senhores ( Steve Lewis à cabeça) sem qualquer remuneração.
Apenas havia umas festas , ou encontros de trabalho de vez enquanto, para alegrar os pobres iludidos, eventos esses onde nunca faltou nada , mas havia muita conversa fiada.
Pois onde fica a parte principal?
Remuneração pelo trabalho executado. ( nada); e agora como foram dispensados estão no desemprego sem subsídio de desemprego, sem nada.
Jovens frustrados por terem sido dispensados e a continuar a ler na comunicação Social que a Planit valley seria a primeira cidade Portuguesa e talvez do mundo, sustentável, e inteligente, uma cidade modelo para outras do género e incubadora de novas tecnologias onde eles fariam parte da História para um dia mais tarde recordar.

O Nosso governo não consegue perceber ou não quer perceber a " FARSA" que se está a espalhar, de modo que todos acreditem que isso vai ser possível em Paredes( Cidade Portuguesa )
A própria Autarquia de Paredes está a suspender por ordem dos senhores governantes pelo menos 18 projectos, para que a cidade progredisse, porque não há financiamento.

Sejam realistas!
Sejam Sinceros!

Paguem o que devem pelo menos a quem lá trabalhou muitas horas de graça, porque foram enganados este tempo todo.
Até deveriam ter direito a uma indemnização do tempo que perderam
Agora encontram-se sem trabalho, sem projectos futuros de vida, porque a crise tornou impossível que este empreendimento que só custa 10 mil milhões de euros , não passa-se do papel.
Mãe de um trabalhador que fez tudo para que desse certo tudo o que lhe mandavam fazer. trabalhou horas seguidas sem nada em troca e ainda gastava dinheiro aos pais para que a empresa onde estavam, tivesse sucesso á custa dos pacóvios.