A revolução do 25 de Abril de 1974 trouxe a Portugal Liberdade, pondo fim a um longo período de Ditadura fascista de 49 anos. Após 1976 houve retrocessos graves no processo desta revolução, patrocinada por partidos reaccionários de direita tendo como aliados algumas famílias Fascistas. Portugal foi caminhando o trilho de uma sociedade capitalista, geradora de profundas injustiças sociais.



Neste blog iremos denunciar os sistemáticos atentados que todos os dias ocorrem às Liberdades, Direitos e Garantias que herdámos de homens e mulheres que lutaram para que fosse possível o maior acontecimento histórico do século xx em Portugal.



sábado, 12 de janeiro de 2013

PCP mantém intervenção em defesa da requalificação da Escola Secundária de Amarante

 
Como é público, o Governo PSD/CDS suspendeu todas as obras no âmbito da 4ª fase de requalificação das escolas secundárias e EB 2+3 do país, faltando aos compromissos e frustrando expetativas da população e da comunidade educativa.
...
Recentemente, foram tornadas públicas notícias relativas a alteração aos projetos de intervenção em 34 escolas, tendo o governo gasto já mais de 910 mil euros em contratos de prestação de serviços para alterar projetos de arquitetura.

O PCP, desde a primeira hora manifestou total oposição ao modelo de privatização e empresarialização da requalificação das escolas através da Parque Escolar E.P.E, denunciou em muitos casos a desadequação e custo elevado de alguns dos projetos e dos materiais utilizados, exigiu a transparência na escolha dos gabinetes de arquitetura e dos projetistas, e propôs por diversas vezes a extinção da empresa e retorno de todas as competências ao Ministério da Educação.

Ora, os erros do passado não podem colocar em causa a necessidade urgente de requalificação de largas dezenas de escolas. O PCP considera da maior gravidade a decisão de suspensão das obras com o impacto que terá no funcionamento das escolas e na vida de todos os membros da comunidade escolar.

Assim, face a esta notícia, o grupo Parlamentar do PCP questionou o governo sobre as implicações desta alteração quanto a prazos de reavaliação do projeto, prazos de concretização e avaliação dos impactos de reavaliação dos projetos vai ter na Escola Secundária de Amarante.